Blog Cão Terapeuta

Artigo científico > Terapia assistida por animais: revisão sistemática da literatura

Mandrá, PP et al. Terapia assistida por animais: revisão sistemática da literatura. CoDAS. 2019; 31(3): e20180243.

Adaptação: Tatiane Ichitani

A revisão sistemática publicada na CoDAS, uma revista científica do campo da fonoaudiologia, teve como objetivo descrever e verificar as características das evidências existentes sobre a aplicação da Terapia Assistida por Animais na área da saúde.

Foram definidas algumas palavras-chave como “terapia assistida por animais”, “terapia assistida por cavalos”, “fonoaudiologia” e os seus equivalentes em inglês. A busca foi realizada nas bases do MedLine, Scopus, Lilacs e Scielo, de 2010 a 2018.

Foram identificadas 2059 produções, sendo analisados 43 trabalhos de acordo com os critérios de seleção.

Constatou-se grande diversidade quanto à prática da TAA em relação a:

1) Profissionais: realizada por diversos profissionais das áreas da saúde e educação, em sua maioria no campo hospitalar, porém poucos programas utilizaram a intervenção interprofissional;

2) Animais coterapeutas e tratamento: participaram diferentes animais como coterapeutas, predominando o cão para os diferentes diagnósticos, seguido do cavalo, especificamente para o TEA;

3) Locais de atuação: os programas foram realizados em diferentes cenários da saúde e educação principalmente em hospitais e casa de repouso, seguido por escolas e centros de reabilitação;

4) População atendida: diferentes populações quanto ao número de participantes, faixa etária, gênero e diagnóstico (com e sem comorbidades), visando predominantemente a reabilitação física, seguida pela cognitiva, da comunicação, emocional e educacional e a intervenção multimodal, estendendo-se da idade pré-escolar à senilidade, com efeitos positivos em diferentes gêneros e faixas etárias.

Artigo original em www.codas.periodikos.com.br/article/doipath/10.1590/2317-1782/20182018243.